Gerenciamento Eletrônico de Documentos: Como fazer?

Para quem trabalha em escritórios de advocacia e arquitetura, escolas e universidades, hospitais, assessorias de imprensas e demais estabelecimentos comerciais e industriais, ou em empresas pequenas, médias e grandes, existe o Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED) que se iniciam através do processo de consultar cpf gratis online.

O GED é um serviço cada vez mais comum no gerenciamento de arquivos. Ele permite que uma empresa gerencie seus documentos em forma digital, e não mais manual. É um meio fácil de controlar, armazenar, compartilhar e recuperar informações existentes em documentos.

O sistema permite que o usuário acesse de forma ágil e segura os seus documentos, normalmente via navegador Web por meio de uma intranet corporativa acessada interna ou externamente.

Além do papel, que é o mais utilizado pelas empresas, o GED gerencia também documentos como: microfilme, som, planilhas eletrônicas e arquivos de texto.

Entre as principais vantagens de fazer o uso da ferramenta, estão:

  • Velocidade e precisão da localização de documentos;
  • Controle no processo de negócio;
  • Melhor qualidade no atendimento ao cliente, através das respostas rápidas e precisas que o GED proporciona;
  • Mais agilidade em transações entre empresas;
  • Implementação de trabalho virtual e redução de despesas.
  • Evita falsificação de documentos.
  • Agilidade em processos legais;

Entre outros, o uso do gerenciamento de arquivos eletrônicos serve como auxílio para políticas de recuperação de documentos e manutenção das atividades da empresa em casos de acidentes, o que oferece mais segurança e qualidade para quem opta por essa ferramenta ao invés de continuar fazendo tudo manualmente.

Enjoos na Gravidez: Até que ponto é normal?

gravidez” é uma etapa muito importante na vida de uma mulher. Os casais, na maioria das vezes, programam a vinda do seu primeiro filho, e  a expectativa e angústia da espera às vezes se torna muito comum. Conheça Fertil Caps. A boa notícia é que a gravidez na maioria das vezes propicia uma série de sintomas.

Esses sintomas da gravidez” são bem notórios, dificilmente os sintomas da gravidez ocorrem de maneira sutil, sem que haja um alarme notório dos mesmos. E com base nesses sintomas, a mulher pode desconfiar de uma possível gravidez. Por mais que na maioria das vezes a gravidez propicia uma série de sintomas, ainda sim algumas mulheres passam praticamente a gravidez inteira sem tais sintomas.

Hoje iremos mostrar justamente quais são esses sintomas da gravidez, caso ocorra algum dos sintomas que mostraremos logo mais, corra imediatamente para um posto de saúde. Você pode também, confirmar ou não a existência de uma gravidez, com base no teste de gravidez caseiro de farmácia. Mas esse teste não é 100% eficaz, o que torna necessário a realização de um exame de sangue para uma constatação mais segura.

Enjoos, mais um dos sintomas de gravidez

Os enjoos são um dos principais sintomas da gravidez, eles ocorrem no início da gravidez; na maioria das vezes, ele é  o primeiro de todos os sintomas, sem contar a ausência da menstruação. Os enjoos podem acontecer de diversas maneiras, eles podem ocorrer numa proporção leve, ou numa proporção gritante.

Os enjoos leves ocorrem na maioria dos casos de gravidez, é pouco provável que os enjoos tomem proporções mais severas. Mesmo assim, por mais que este sintoma ocorra de uma maneira branda na maioria dos casos envolvendo gravidez, eles podem tomar proporções mais severas.

Essas proporções são na maioria das vezes, um exagero quanto ao tempo em que esse evento ocorre. Esses sintomas geralmente ocorrem no máximo até os 3 primeiros meses de gravidez, e um dos motivos para que possamos considerar um enjoo preocupante, é justamente esse. Os enjoos comuns da gravidez, não ultrapassam esse período de tempo, geralmente eles são bem fugazes, e na maioria das vezes, ocorrem numa proporção bem leve.

Se os enjoos persistirem por longos períodos (mais de 3 meses), isso pode ser sinal de que há outro tipo de complicação, e neste caso, é necessário consultar um Obstetra, para que o mesmo faça uma avaliação, em prol de preservar a vida da gestante, e também a saúde do bebê.

Além disso, os enjoos na gravidez podem se concretizar em vômitos, neste caso, a procura por um médico deixa de ser opcional e torna-se uma obrigação, visto que os vômitos podem desencadear uma série de outras complicações, como a desidratação por exemplo. E se houver desidratação, a vida do bebê poderá estar em risco.